Social Icons

Featured Posts

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Associação dos professores de Gandu associa-se à política



Lamentavelmente, a Associação dos Professores Licenciados da Bahia-APLB/Gandu, em um ato inusitado, nunca havia acontecido antes, em qualquer governo, pregou na placa que identifica a Associação, à Rua Manoel Novais, centro,  propagandas políticas dos candidatos do Partido dos Trabalhadores (foto), que OBRIGAM os seus seguidores a faltar com o respeito. Nem no tempo de ACM se procedia dessa maneira. Hoje, é uma vergonha, dirigentes obrigam as suas empregadinhas, os seus capachos, que sem caráter, fazem o que mandam, sejam o que for. E as incompetentes, para permanecer no cargo, fazem tudo docilmente, tudo mesmo. Que diferença de postura do Sindicato dos Servidores Municipais de Gandu, que mesmo sendo um político militante, não usa o sindicato para pedir votos para ninguém. Isso é ter personalidade. É ter caráter. O presidente Bozó na fachada e nem na parte interna da sede, não tem nenhuma identificação para quem ele vota. É uma vergonha, a postura da direção da APLB de Gandu.


Texto e fotos: Blog do Zebrão. 

Gandu - Estrada inaugurada em maio deste ano já precisa de reforma



O candidato ao governo da Bahia pelo PT, Rui Costa, afirma durante os debates na TV, de que as estradas recuperadas pelo atual governo foram realizados os serviços com material de qualidade, onde segundo o petista, os Baianos sabem e reconhecem que ele está falando a verdade. 
É nobre candidato, apesar do senhor está deputado federal e ter passado os oito anos no maior cargo executivo depois do governador, não conhece nada da nossa região, pois se conhecesse, saberia que a BA 250 que liga Gandu a Piraí do Norte, foi inaugurada no dia 05 de maio deste ano, já está precisando de uma operação tapa buracos, o mesmo acontece com a BA 120 que liga Gandu a Ibirataia, que foi inaugurada a pouco mais de 02 anos e, se encontra em situação ainda pior.
Como a maioria dos baianos só conheceu o candidato durante o horário eleitoral, pelo visto ele também conhece pouco da realidade dos baianos.





Nova Ibiá – Jai reúne amigos e eleitores em sua residência



Nesta terça (30), dezenas de pessoas compareceram a residência do pré-candidato a prefeito Jai Rocha (PMDB), atendendo o convite do mesmo para um café, no “cardápio”, não poderia faltar o assunto política. Pessoas de diversas regiões compareceram para demonstrar seu apoio aos candidatos daquele que mesmo tendo perdido a eleição em 2012, não deixou de se fazer presente em meio dos amigos.
Além do anfitrião e sua esposa Liliane, que foi vereadora do município, estavam presentes outras lideranças, a exemplo de Roque do Chaparrau, Vandilson (irmão do vereador Tiles), o ex-prefeito Jonas Moura e o vereador de Gandu, José Antônio Jú (PMDB). Em seu pronunciamento, Jai agradeceu o apoio recebido durante todo este tempo, pedindo aos seus amigos o voto para seus candidatos para as eleições do próximo domingo (05), que são: Hildécio Meireles (estadual), Lúcio Vieira (federal), Geddel (senador) e Paulo Souto Governador. Jai que é do mesmo partido de Geddel, o PMDB, afirmou que não tem dúvidas do êxito desses candidatos, mas que é preciso também, que Nova Ibiá, dê sua colaboração para tirar do poder, o atual governo do estado, que nada fez pela região.

Na oportunidade Jai aproveitou ainda, para convidar a todos para a comemoração do seu aniversário, que será no dia 12 de outubro, com a participação de Canidé e de outros artistas que abrilhantarão o evento. 

Wenceslau Guimarães: Manifestantes bloqueiam estrada que dá acesso ao povoado do cocão



Nas primeiras horas do dia 30 de setembro (terça-feira), mais uma vez manifestantes moradores revoltados com a má conservação das estradas da região bloquearam a estrada principal que dá a acesso ao distrito do Cocão e em consequência a outras regiões do município. O fato já está se tornando rotina. O bloqueio fora feito nas proximidades da Baixa de Alcí, mais precisamente na entrada da Serraria de Chico Lopes. As reivindicações alegadas são principalmente a melhoria de estradas, merenda escolar, saúde e transporte escolar. Vale lembrar que tais problemas não acontecem apenas naquela região. Esta caótica situação abrange quase que necessariamente toda a extensão de nosso município. Agora, os cidadãos esperam por uma breve solução para os problemas. Às vésperas das eleições, o prefeito mostra claramente seu descompromisso com os bens públicos e sua incapacidade de governar e administrar. Foi alegado ainda por alguns manifestantes que a palavra de ordem é só liberar a estrada após a chegada das máquinas. Afinal, Wenceslau Guimarães possui a maior e mais completa patrulha mecânica do Baixo Sul da Bahia.

Escreve O Manifesto do Cidadão

.

Pleno do TRE concede direito de resposta contra coligação petista



O pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) concedeu por unanimidade direito de resposta de um minuto à coligação “Unidos pela Bahia”, liderada pelo candidato a governador, Paulo Souto, na propaganda eleitoral do adversário petista, Rui Costa.  O TRE considerou inverídico o conteúdo da peça publicitária do PT, sugerindo que o prefeito de Salvador, ACM Neto, estaria colocando placas da prefeitura na Avenida Paralela para se aproveitar de obras do governo estadual.

Na decisão judicial, o relator do caso, juiz Márcio Braga, informa ser fato público e notório que a prefeitura vem realizando obras de asfaltamento e iluminação pública na Avenida Paralela, “não sendo, portanto, verdadeira a propaganda veiculada pela coligação do PT, de que o mesmo estaria ‘pongando’ nas obras do Governo do Estado”. A resposta da coligação “Unidos pela Bahia” será veiculada no programa de televisão petista a partir desta quarta-feira (1º).

Disputa eleitoral pode acabar no 1º turno em até 14 estados, incluindo a Bahia



Em até 14 dos 27 estados, a eleição para governador pode ser decidida no primeiro turno, segundo as últimas pesquisas Ibope e Datafolha. O PMDB lidera essa lista, com a possibilidade de eleger, ainda no primeiro turno, cinco governadores – em Alagoas, Amazonas, Espírito Santo, Sergipe e Tocantins. Em segundo lugar, vem o PSDB, que pode eleger três governadores no primeiro turno – Paraná, São Paulo e Paraíba. O PT vem em terceiro, com a perspectiva de eleger no primeiro turno os governadores de Minas Gerais e Piauí. Com um governador cada estão PSD (Santa Catarina), PDT (Mato Grosso), PCdoB (Maranhão) e DEM (BAHIA). Além dos cinco estados em que pode fazer o governador já no próximo domingo, o PMDB lidera ou pode disputar o segundo turno ainda em outros oito estados: Ceará, Goiás, Maranhão, Paraná, Pará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rondônia. Tecnicamente, o partido disputa a eleição com chances em 13 estados. O PT vem em segundo lugar, com oito estados. Sem contar os candidatos em Minas e Piauí, o partido lidera ainda a disputa ou poderá estar no segundo turno no Acre, Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Roraima. O PSDB, que já pode eleger três governadores no primeiro turno, lidera ou pode disputar o segundo turno ainda em Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará e Rondônia, num total de sete estados em disputa. A maioria dos candidatos concorre à reeleição ou deseja retornar aos cargos que já ocuparam no passado. — Apesar de o eleitor desejar mudanças e renovação na política, nos estados esse sentimento é difuso. Não há novidade entre os postulantes aos governos estaduais. Muito provavelmente por falta de candidatos que representem o novo. A maioria dos que disputam a eleição em condições de vencer já está na política há algum tempo — disse Márcia Cavalari, diretora-geral do Ibope.

O Globo

.

Paulo Souto: “Além de desvios, governo do PT deixou de usar R$ 481 milhões no combate à pobreza”



“Esse governo, que se diz defensor dos pobres, em 2013 deixou intocado R$ 481 milhões do Fundo de Combate à Pobreza”, acusou o candidato a governador Paulo Souto, durante o debate da TV Bahia, nesta sexta-feira (30), ressaltando a falta de compromisso da atual administração petista com o povo baiano.
O candidato da coligação “Unidos pela Bahia” lamentou que uma das promessas mais alardeadas pelo governo do PT, o de combate à pobreza na Bahia, só virou notícia quando relacionado ao escândalo de desvio de verbas pelo Instituto Brasil.
Souto também citou a queda nos índices relacionados aos três principais serviços públicos: educação, segurança pública e saúde. “Todos os índices pioraram. Acho que a única pessoa dos 15 milhões de baianos que acredita que a segurança melhorou é o secretário Rui Costa”, concluiu Souto.



Datafolha mostra disputa mais acirrada entre Marina e Aécio por segundo lugar



A poucos dias para o primeiro turno das eleições, a presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, continua liderando a corrida pelo Palácio do Planalto, com 40% das intenções de voto. Mas a nova pesquisa do instituto Datafolha, divulgada na noite desta terça-feira (30), mostra “tendência de acirramento” da disputa pelo segundo lugar entre Marina Silva (PSB) e Aécio Neves, que aparecem com 25% e 20%, respectivamente.
Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (Psol) têm 1% cada. Somados, os outros candidatos têm 1%. Brancos e nulos: 5%. Indecisos: 5%. No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 26, Dilma tinha 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%.
Em simulação de segundo turno, a petista tem 49% das intenções de voto e a pessebista, 41%. Na pesquisa anterior, Dilma tinha 47% e Marina, 43%. A pesquisa também indica vitória da petista contra Aécio, por 50% a 41%.
O Datafolha ouviu 7.520 eleitores em 311 municípios nos dias 29 e 30 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.
A pesquisa, encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S. Paulo, está registrada na Justiça eleitoral sob o número BR-00905/ 2014.
Dilma Rousseff continua sendo a mais rejeitada pelo eleitorado — taxa de 31%. Dos entrevistados, 25% disseram que não votam em Marina de jeito nenhum e 23%, no tucano.

Escreve Congresso em Foco



Justiça Eleitoral - confira o que fica proibido de quinta a domingo



Segundo a Lei Eleitoral, amanhã (02), é o último dia para a exibição da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. É também o prazo final para os candidatos fazerem reuniões públicas de campanha, comícios e para a utilização de aparelhagem de som fixa, entre as 8h e a meia-noite.
Quinta-feira também é a data limite para a realização de debates políticos na televisão ou no rádio. Debates iniciados no dia 2 podem se estender, no máximo, até as 7h do dia 3 de outubro. Também até amanhã, partidos políticos e coligações terão que indicar à Justiça Eleitoral o nome das pessoas autorizadas a expedir as credenciais dos fiscais e delegados de partido que estarão habilitados a acmpanhar os trabalhos de votação.
Sexta-feira (3) será a data limite para que se faça a divulgação paga, na imprensa escrita, a reprodução na internet do jornal impresso, de propaganda eleitoral. Ainda nesta sexta-feira, os presidentes de mesa que não tiverem recebido o material destinado à votação deverão comunicar a falha ao juiz eleitoral.
No sábado (4), termina a propaganda eleitoral com uso de alto-falantes ou amplificadores de som, entre as 8h e as 22h. Carreatas, caminhadas, passeatas e a distribuição de material gráfico também só poderão ser feitos até as 22h deste sábado.
Desde terça-feira (30), até 48 horas depois do encerramento da votação, nenhum eleitor pode ser preso ou detido, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou ainda por desrespeito a salvo-conduto. A proibição de prisão de candidatos está em vigor desde o último dia 20. No entanto, quem concorre a cargo eletivo pode ser detido ou preso em caso de flagrante delito.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, a competência para proibir a venda de bebidas alcoólicas no dia da votação é da Secretaria de Segurança Pública de cada estado, município ou do Distrito Federal.

BC prevê PIB em baixa e inflação em alta



Inflação em alta beirando perigosamente o teto da meta, tombo nos investimentos, recuo da indústria e crescimento menor do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014. O cenário não poderia ser mais negativo neste ano de eleições, mas foi essa a fotografia atual da economia brasileira do último ano de governo da presidente Dilma Rousseff apresentada ontem pelo próprio Banco Central no Relatório Trimestral de Inflação. Pelas novas projeções do BC, o IPCA – índice oficial – deverá fechar o ano em 6,4%, próximo do teto de 6,5% fixado pelo governo. A projeção de alta para 2014 subiu 0,3 ponto porcentual em três meses, de março a junho, e o risco de estouro do teto da meta é hoje de 46%.
O Banco Central rebaixou severamente a projeção do crescimento da indústria neste ano. A autoridade monetária, que antes previa um avanço de 1,5% para o produto da indústria brasileira, acredita agora que haverá uma retração de 0,4% em 2014. Outro rebaixamento foi nas expectativas para a evolução da capacidade produtiva no país. Para o BC, o investimento, medido como formação bruta de capital fixo, deve recuar 2,4% em 2014. Antes, a autoridade monetária acreditava que haveria um avanço de 1%. Com a nova previsão, mais uma vez o BC adia a entrega da inflação no centro meta de 4,5% depois de a presidente prometer por três anos que o IPCA iria convergir para o objetivo oficial. O BC sinalizou que o processo de convergência será mais longo ao mostrar que a inflação vai continuar elevada e bem acima do teto da meta até o final do primeiro semestre de 2016. A projeção de IPCA mais longa é de 5,1% para junho de 2016.
Em relação ao crescimento da economia, o Banco Central prevê no relatório que o Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos, deve apresentar expansão de 1,6% neste ano, ante a previsão anterior de 2%.


ASCOM Força Sindical