Social Icons

Featured Posts

sábado, 18 de abril de 2015

Reflexão – Gratidão a Deus



É você acordar e agradecer a Deus por existir e ter onde dormir.
É desejar a seu próximo tudo o que gostaria que acontecesse com você.
É fazer bondade sem querer receber outra em troca.
É amar a natureza e não querer destruí-la.
É ter carinho pelos idosos, porque eles um dia te passaram toda a sabedoria.
É não desejar o mal para as outras pessoas.
É agradecer a Deus pelos amigos que você tem.
É orar e pedir proteção e luz para sua familia e seus amigos.
É não ser egoísta, não ter rancor, porque não faz bem à saude e nem para sua energia.
É você querer estudar, trabalhar, para um dia conseguir tudo o que plantou.
É viver bem com todos, principalmente sua família.
É sentir o calor, a chuva, o vento, o ar, o sol, a sintonia das estrelas e dos planetas.


Enviada pela leitora, Amanda Santos (Teolândia) 

Contos & Causos – O caçador Caboclo Ferreira e o tamanduá



Quando os galos começaram cantar, Caboclo Ferreira já seguia o caminho do sítio Betânia para mais um dia de serviços limpando mato na fazenda de Jacinto Dantas. A noite estava fria e escura, mal dava para ele enxergar o vulto da sua Baleia, cachorrinha de estimação e companheira de todas as horas. Em determinada momento sentiu a falta do animal, olhou em volta, escutou e nem o sinal de Baleia. Ficou intrigado, para onde ela teria ido, era noite e os preás ainda estavam dormindo nas locas das pedras, portanto não era hora de caçar.
Envolto nestes pensamentos, ouviu o latido da cachorrinha e pela maneira como ela latia, com certeza, tratava-se de uma caça grande, poderia ser inclusive onça pintada. Correu o mais rápido que pode e chegando ao pé da serra, na entrada de uma gruta, constatou que era um tamanduá e não estava para brincadeiras, pois encostado a uma pedra esperava de braços abertos o momento certo de atacar.
Com a chegada de Caboclo, Baleia tornou-se afoita e avançou sobre o tamanduá. Travou-se uma briga desigual a caça tinha o dobro do tamanho da cadelinha e umas unhas que além de grandes eram afiadas. Vendo aquela situação Caboclo pulou em cima do bicho, estava desarmado, nem uma faca ele tinha na cintura, mas para defender sua amiga ele enfrentava qualquer parada.
O tamanduá soltou a cachorrinha e atacou Caboclo, enfiando uma das unhas na palma de sua mão. O sangue começou a escorrer, várias tentativas de se soltar foram feitas sem sucesso, procurou uma pedra ou um pedaço de pau e não encontrou. A situação era complicada e como não restava mais alternativa, segurou com a outra mão e focinho do animal e começou a roer. Meia hora depois, quando começava a mastigar os miolos o agressor entregou os pontos, soltando a mão de Caboclo.
O dia estava clareando quando Caboclo todo ensangüentado chegou à fazenda, sendo interrogado pelo fazendeiro contou toda a aventura. Curioso, Jacinto Dantas perguntou: E se ele não tivesse soltado tua mão? Caboclo respondeu: soltava, pois eu ia mastigar até o rabo.



Contado por Itamar França

5ª Rifa Beneficente em prol da Fanjuca.





Lançamos a partir desse momento, a campanha da 5ª Rifa Beneficente em prol da Fanjuca. Que tem o objetivo central, de levantar recursos, para participar do Festival Internacional de Bandas na Argentina e do Campeonato Baiano de Bandas e Fanfarras 2015.
O premio a ser rifado é:
01 (uma) TV LCD de 40" para o comprador
01 (um) Notebook para o vendedor
Valor do bilhete R$ 2,50 (dois reais e cinquenta centavos)
Sorteio pelo milhar do primeiro premio da Loteria Federal dia 01 de agosto de 2015.
Bilhetes a venda com os componentes da fanfarra.

Compre e ajude, a Fanjuca outra vez!!

Caju e castanha de caju são aliados dos diabéticos e do coração



Pseudofruto também melhora o trânsito intestinal, a imunidade e é bom para o cérebro. O caju é fonte de energia, carboidrato, fonte de energia para o corpo, proteínas, importante para a formação dos músculos, e gorduras. As fibras alimentares, que contribuem para o trânsito intestinal, vitaminas do complexo B, aliadas do sistema neurológico, vitamina C, que melhora a imunidade e vitamina K, importante para a coagulação sanguínea. O caju ainda possui cálcio, bom para os ossos e dentes, zinco, essencial para diabéticos e para a imunidade, manganês e magnésio, que ajudam na formação de tecido e células e também reduzem a pressão arterial.  Ferro, que ajuda na prevenção da anemia, fósforo, essencial para os ossos, cobre, importante para a respiração, potássio, necessário para a contração muscular, e inúmeros outros nutrientes e substâncias químicas também estão presentes no pseudofruto ou na castanha. 
O caju é indicado no tratamento de anemia, previne problemas de visão como a catarata, ajuda no fortalecimento dos ossos, na prevenção de células cancerígenas e fortalece os ossos. A presença de compostos fenólicos ajuda a prevenir doenças do coração e devido às fibras, o pseudofruto contribui para o trânsito intestinal, diminuindo a prisão de ventre. O caju ajuda a prevenir o câncer de pulmão, mama, próstata e de boca, pois é rico em licopeno e beta caroteno, que constituem uma excelente fonte de flavonoides, que por sua vez são um dos melhores combatentes do câncer. Ele contém um flavonoide chamado proantocianidinas, que inibe o desenvolvimento do tumor e previne o crescimento de células cancerosas. Já a castanha do caju possui gorduras monoinsaturadas na forma de ácido oleico, que reduzem o nível elevado de triglicérides, diminuindo a pressão sanguínea e melhorando a circulação. Também é uma fonte de ômega-3, ácidos graxos, que é conhecido por combater problemas cardíacos e impedir arritmia cardíaca. 
Para os diabéticos, é importante saber que o caju possui baixa quantidade de açúcares, não aumentando a quantidade de açúcar no sangue rapidamente e também ajuda no combate de diabetes tipo 2.   Outros benefícios são: o fortalecimento do sistema imunológico, a prevenção contra cálculos biliares, prevenção contra radicais livres ajudando no rejuvenescimento da pele, aumento da flexibilidade de músculos e articulações, e também melhoram a cicatrização de ferimentos.
É recomendado que seja consumida de 3-5 castanhas por dia, por ter um valor calórico elevado. Do caju, uma unidade é o suficiente por dia. A melhor maneira de consumir o caju é em sucos, ou o próprio pseudofruto. Também pode ser consumido em doces, compotas, geleias e até tortas salgadas.



Rita Novais,  nutricionista - CRN 6609/SP

Expediente do funcionalismo estadual será suspenso na segunda-feira




Entre os dias 6 e 15 de abril, os servidores públicos do Estado trabalharam em regime de compensação de horas em decorrência da suspensão do expediente na próxima segunda-feira (20), véspera do feriado de Tiradentes. As regras para a compensação foram estipuladas pela Instrução Normativa n° 008/2015 publicada no Diário Oficial do Estado, no último dia 1º. Apenas serviços essenciais e de emergência ligados ao Estado serão mantidos, inclusive no feriado.
Praticamente todos os postos da Rede SAC da capital, interior e pontos cidadãos, vão funcionar normalmente na segunda (20), com suspensão das atividades apenas na terça (21) em função do feriado. As exceções são os postos SAC Servidor, em Salvador, o SAC Candeias e os Pontos Cidadãos dos municípios de Central, Cruz das Almas, Curaçá e Mucugê, que não funcionam na segunda (20).
Para mais informações sobre os locais e horários de atendimento na capital e interior, a Secretaria da Administração (Saeb) disponibiliza o site da Rede SAC e os números 0800 071 5353 (telefone fixo) e 4020 5353 (telefone móvel).


Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Sandro Régis parabeniza município de Maracás pelos 160 de emancipação política



Parabenizar o município de Maracás pelos 160 anos de emancipação política completados no próximo dia 19 (domingo). Este foi o objetivo da moção apresentada pelo deputado estadual Sandro Régis (DEM) na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). Localizado na Mesorregião do Centro - Sul Baiano e Micro região de Jequié, o município de Maracás tem como sua base econômica predominante a pecuária de corte, além do cultivo e a comercialização de flores.
Sandro não poupou elogios à cidade e também aos moradores da região pela passagem da data comemorativa. "Gostaria de parabenizar o município de Maracás pelos seus 160 anos de emancipação política. Também conhecida como " Cidade das Flores", Maracás é, sem dúvida, um belíssimo município e digno de todas as homenagens. ", enfatizou o democrata.

Fonte: Ascom do deputado estadual Sandro Régis (DEM)



Representação de Aleluia à PGR apresenta motivos para cassação de registro do PT



A polêmica vinculação do PT ao Foro de São Paulo é alvo de representação à Procuradoria Geral da República, protocolada pelo deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA). A medida requer a instauração de procedimento investigativo para apuração de ilícitos cometidos pelo Partido dos Trabalhadores que ferem o ART. 28 da Lei nº 9.096/95, tais como subordinação à entidade estrangeira, manutenção de organização paramilitar e recebimento de recursos financeiros de procedência estrangeira.
“Não faltam fatos que evidenciam essas ilegalidades praticadas pelo PT, um partido que, no poder, tem subordinado os interesses nacionais às orientações dessa entidade alienígena que congrega ditaduras latino-americanas”, diz Aleluia.  Diante disso, o deputado democrata espera que seja investigada a fundo a relação do Partido dos Trabalhadores com o Foro de São Paulo e que, se constatada a afronta à legislação brasileira, o Tribunal Superior Eleitoral casse o registro partidário do PT.
A subordinação do PT ao Foro de São Paulo, de acordo com Aleluia, é flagrante em frequentes pronunciamentos públicos do ex-presidente Lula e em atas e resoluções da entidade. “As próprias posturas adotadas pelo atual governo petista, em diversas ocasiões, demonstram a submissão aos interesses do organismo multinacional, criado pelos ditadores Fidel Castro e o falecido Hugo Chavéz, além do próprio Lula”.
Para Aleluia, a manutenção de organização paramilitar no Brasil ficou clara, quando recentemente Lula, em evento público, convocou o “exército de Stédile”, referindo-se ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e seu líder João Pedro Stédile, para a suposta defesa do Governo de Dilma Rousseff e da Petrobras.
Já o recebimento de recursos estrangeiros para financiamento de campanhas petistas foi atestado pelo ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, em depoimento à CPI que investiga a petroleira. “Barusco afirmou que a empresa holandesa SBM deu trezentos mil dólares para a campanha presidencial de 2010, que foram repassados ao tesoureiro do PT, João Vaccari Neto”, lembra Aleluia.



Ascom deputado federal Aleluia (Dem)

Rui Costa se afasta sutilmente do PT



O governador Rui Costa (PT) recebeu recomendação de gente que entende de comunicação para evitar associar sua imagem à do PT. Ou melhor, para buscar se distanciar, no que puder, do seu partido.
Ele teria obtido a informação de que, por causa da crise geral no país (econômica, social e moral), o moral de governantes, de maneira geral, puxado pela presidente Dilma Rousseff (PT), tem ido para o ralo.
A queda não depende da relação direta com a presidente, mas se aprofunda nos casos de gestores naturalmente ligados a ela e ao PT, como o próprio governador baiano.
Por isso, o melhor é caminhar à distância de polêmicas partidárias, reforçando o lado de gestor. É o que Rui tem feito. Sua agenda de atos na capital e visitas ao interior tem sido definida por assessores como “alucinante”.
Num momento de falta de dinheiro e perspectivas, ficar próximo ao povo é o melhor que o governante tem a fazer, ensina um aliado do governador com ar professoral.
E tudo indica que as ações têm repercutido positivamente para o governador. Políticos próximos a Rui, principalmente deputados do governo, têm dito que, pelo menos no interior, sua popularidade está inalterada.


Politica Livre

Lava Jato: Cunhada de Vaccari se entrega à PF



A cunhada do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, se entregou à Polícia Federal, em Curitiba, por volta das 14h desta sexta-feira, 17. Marice Correa de Lima chegou de táxi, acompanhada de seu advogado, o criminalista Claudio Pimentel. Marice está com prisão temporária decretada pela Justiça Federal do Paraná, base da Operação Lava Jato. A cunhada de Vaccari teve seu nome citado nas primeiras fases da Operação Lava Jato, no início de 2014. Ela teria recebido propina no dia 3 de dezembro de 2013 da empreiteira OAS, alvo da investigação sobre corrupção e desvios na Petrobras. Os valores teriam sido entregues em espécie a mando do doleiro Alberto Youssef, peça central da Lava Jato, no endereço onde ela mora, em São Paulo.
A PF suspeita que Marice e outros familiares de Vaccari – a mulher, Giselda, e a filha Nayara - foram usadas para ocultar valores ilícitos arrecadados pelo ex-tesoureiro do PT. Uma linha da investigação aponta para negócio lucrativo que Marice realizou com a OAS. Ao comprar um apartamento Bancoop da empreiteira ela lucrou 100% em apenas um ano – adquiriu o imóvel por R$ 200 mil e o vendeu um ano depois por R$ 432 mil para a própria empreiteira.
A força-tarefa da Lava Jato vê “caráter fraudulento” na transação. Os procuradores da República e a PF suspeitam que o negócio “serviu para ocultar e dissimular a origem ilícita dos recursos, tratando-se de possível vantagem indevida paga pela OAS a João Vaccari Neto”. Marice, segundo informa o pedido de prisão, “funcionava como uma auxiliar de João Vaccari Neto para operacionalizar a propina destinada ao Partido dos Trabalhadores”. Os investigadores acreditam que a cunhada “recebia vantagens indevidas destinadas a Vaccari”.


Ricardo Brandt, Estadão Conteúdo

Senadores faltam a um dos quatro anos da legislatura



Na última legislatura, de fevereiro de 2011 a dezembro de 2014, nove parlamentares faltaram o equivalente a um ano de sessões. Deixaram de comparecer a pelo menos 112 reuniões destinadas a votações – ou seja, a um quarto das realizadas nos quatro anos. As sessões deliberativas são aquelas marcadas para votação, as únicas em que a presença é obrigatória. É o que mostra levantamento exclusivo feito pela Revista Congresso em Foco sobre a assiduidade dos senadores. O ranking dos parlamentares que deixaram de comparecer a 25% das 451 sessões deliberativas da legislatura traz nomes conhecidos da política nacional. O senador mais faltoso foi Lobão Filho (PMDB-MA), suplente de seu pai Edison Lobão (PMDB-MA), ministro de Minas e Energia no primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff.
Isso fez com que Lobão Filho exercesse o mandato por quatro anos. Das 400 sessões de que deveria participar em seu mandato, o primeiro suplente se ausentou em 164. Dessas faltas, 53 estão sem justificativa. Em maio de 2011, Lobão Filho sofreu um acidente automobilístico, o que contribuiu para a soma de ausências na Casa (foram 26 licenças médicas naquele ano). Mas, ainda assim, o peemedebista aparece como o senador que teve mais faltas não justificadas em 2013 e 2014. Além de Lobão Filho, estão entre os que faltaram o equivalente a um ano de sessões Mário Couto (PSDB-PA), Jader Barbalho (PMDB-PA), Fernando Collor (PTB-AL), Sérgio Petecão (PSD-AC), Francisco Dornelles (PP-RJ), Cícero Lucena (PSDB-PB), Epitácio Cafeteira (PTB-MA) e Kátia Abreu (PMDB-TO).
Nem todos os senadores podem ser enquadrados na mesma condição. Alguns deles atribuíram parte de suas faltas a problemas de saúde. Aos 90 anos, Cafeteira, por exemplo, acumulou 46 licenças médicas apenas no ano passado. Os dados extraídos da página oficial do Senado apontam que Lobão Filho e Mário Couto faltaram a mais de um terço das sessões. Os dois senadores lideram a lista de faltas dos últimos quatro anos. Jader Barbalho foi o mais ausente em 2012 e 2013, ficando em terceiro lugar entre os mais faltosos da legislatura. Apesar de ter iniciado o mandato no final de 2011, Jader deixou de compareceu a 137 sessões no período em que estava no mandato. A maioria de suas faltas, 116, foi abonada devido às licenças apresentadas à Mesa Diretora.

Em quarto lugar está o ex-presidente Fernando Collor. O petebista não marcou presença em 28% das 424 sessões. Collor e Petecão continuam no mandato. Francisco Dornelles é vice-governador do Rio de Janeiro. Jader está de licença médica e Kátia Abreu se afastou do Senado para comandar o Ministério da Agricultura.
Procurados pela reportagem, nenhum dos parlamentares mais ausentes se manifestou.


Ecreve Congresso em Foco